Emerging from a winter slumber.

Não que alguém tenha notado, mas… não foi minha intenção terminar dezembro sem um post de fim de ano e passar todo o mês de janeiro sem aparecer aqui. Estive até considerando dar uma desistida temporária e deixar um post de HIATUS como a gente fazia em blogs e livejournals lá pelo começo do milênio (quem lembra? Era o cúmulo da presunção achar que alguém realmente ligava se a gente sumisse no éter da internet ou não), mas achei que isso seria, bem, presunçoso. Preferi deixar acontecer naturalmente e apenas não-estar.

Porque aqui desse lado da tela a situação é essa: quem de fato está em HIATUS é o meu computer – funciona quando quer, e ultimamente vem querendo cada vez menos. Desliga sozinho no meio do trabalho (eu que lute salvando tudo a cada 5 minutos para evitar lágrimas), o wi-fi outro dia resolveu que não ia mais conectar ($ tive que comprar um adaptador externo $) e o único browser que não trava no mesmo instante em que abre agora simplesmente resolveu que vai fechar quando der na telha. E como paciência pra lidar com eletrônico temperamental não é o meu forte (e já quebrei alguns tentando) eu acabo me esforçando cada vez menos, passando cada vez menos tempo diante dessa tela. O tablet e o celular agora são meus principais meios de acesso à internet; pena que eles não têm photoshop e o aplicativo do WordPress é um lixo. Ou seja, blogar só no desktop. E enquanto eu não decido se chamo o técnico outra vez (talvez pelo preço de um PC novo) ou se jogo tudo pela janela, este é o impasse.

(Por favor não digam que meus eternos problemas com computadores se resolveriam se eu tomasse vergonha na cara, tirasse o escorpião do bolso e comprasse um Macbook. Milhões de pessoas usam produtos de outras marcas sem problemas e eu me recuso a aceitar que não posso ser uma delas e terei que gastar cinco vezes mais num produto sem a menor garantia de que ele vai dar certo pra mim como deu pra vocês. O meu computador atual é um Dell relativamente novo e com boas especificações; não é culpa da marca, e sim da PRAGA DO EGITO que algum desaplaudido desbrilhoso jogou sobre mim há 15 anos e desde então não tenho tido sorte com absolutamente nenhum laptop ou desktop).

Bom, então é isso. E é outra coisa também: ando fazendo cada vez menos fotos quando estou na rua. É raro levar a câmera e tem sido raro até lembrar de usar a do celular. Não sei o porquê, talvez eu tenha perdido o hábito; mas resolvi que não vou fazer nenhuma promessa com cara de resolução de fim de ano “tenho que voltar a fotografar, yada yada” porque a velhice me ensinou isso: entusiasmo não se força. Se a vontade não aparece é porque há um motivo para tal. Não adianta se obrigar e transformar o que já foi prazer em tarefa, que isso é pra enterrar de vez o tesão pela atividade. Se um dia eu voltar a sentir o chamado, bem, estamos aí nesses pixels, mas por enquanto sigo escrevendo com caneta falhada, o texto faltando pedaços como um hard drive cheio de arquivos corrompidos e esperando conseguir ter algo do meu presente pra ler no futuro.

(Vou tentar fazer uns posts retroativos assim que o técnico me garantir que a situação tem conserto, só pra não deixar os arquivos de dezembro e janeiro desfalcados; mas até lá #PrayForLolla amigos)

4 thoughts on “Emerging from a winter slumber.

  1. Such wise words about not forcing old passions, Lolla!! I need to remind myself of this often. Your blog is always such a joy and I’m sorry you’re having computer problems! I hope they resolve soon, but until then I will just celebrate any time you’re able to post.

  2. Eu concordo contigo. Primeiro que nem todo mundo tem condiç$es de comprar um aparelho de “marca”. E segundo é que alguns (eu) acha muito incômodo ter que viver dentro de um sistema onde tudo tem que ser daquela marca, senão não funciona.

    Eu só espero que você encontre uma simpatia pra se livrar da praga do pc ruim rs #PrayForLolla

  3. Várias vezes nos últimos tempos eu entrei no seu blog pra ver se tinha post novo porque amo DEMAIS admirar cada uma das suas fotos (fico vários segundos olhando cada uma) e ainda por cima você escreve muitíssimo bem sobre qualquer coisa aleatória que você quiser contar, absolutamente nada é “desinteressante”.

    Mas super entendo, Lolla, que quando o computador fica dando esses tipos de problemas, desanima mesmo ficar lutando contra isso, eu mesma já passei por isso muuuitas vezes. Então assim, não se force a nada, se você quiser e puder blogar, faça isso, mas se não quiser e/ou não puder, o melhor mesmo é desencanar e aceitar do que ficar se estressando, haha.

    Espero que dê tudo certo! #PrayForLolla

    Beijos,
    Livro de Memórias

  4. Eu quase nunca comento mas SEMPRE leio seu blog e quase diariamente entro para ver se há algo novo. Para mim é como um bom livro e melhor: com imagens bonitas. Tenha certeza que seus escritos faz a felicidade de uma coitada diagnosticada com burnout e depressão ansiosa aqui nesse Brasilsão horrível cada dia pior. Imagino mesmo o quanto essa viagem deva ser péssima para você. Espero que passe rápido e seja suave na medida do possível.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s