I’m not cut out for the modern life.

Fui comer churros em Fulham num desses Market Halls, mas já estava lotado quando chegamos e eu realmente não curto a) me encarapitar em banqueta alta ou b) dividir mesa comunitária com hipsters. Com ninguém que não seja de minhas relações, na verdade. E como nenhuma das opções de rango me pareceu particularmente apetitosa a ponto de me fazer reconsiderar meus princípios, resolvi virar as costas e ir explorar a área.

*hashtag crítica social foda*

O entorno da estação de Fulham Broadway é bem fraco de restaurantes (o que talvez explique o market hall abarrotado de gente), mas tropecei nessa Côte Brasserie que a) é uma rede de restaurantes de inspiração francesa, barata e inofensivo e b) que eu ainda não tinha tido a oportunidade de conhecer. E estava praticamente vazio – muitas vezes mau sinal, mas quando a comida é boa então pra mim é a glória porque *humanos*, o que tenho a ver. Haha. Sentei-me:

Esse Kir Royal veio MORNO. Porra, Côte. Já começamos mal. Guardei a vergonha no bolso e pedi pra trocar, e o cara ficou um tempão tentando achar uma garrafa de blanc de blancs que estivesse gelada. Mas valeu a espera e a cara de pau; ninguém merece beber espumante em temperatura ambiente, até porque como dá pra ver na foto o bagulho nem borbulha direito.

Porém nota 9 honrosa pra essa tradicional sopa de cebola. Eu diria que faltou um tiquinho de “kick” no tempero, mas talvez essa seja só a minha preferência pessoal. O queijo comté estava perfeito no papel de conferir a decadência necessária à essa sopinha, e o sourdough do tamanho certo; nada pior que uma fatia de pão que literalmente tampa a tigela e pra chegar na sopa você precisa tirá-lo do prato ou afundar tudo, o que sempre faz uma sujeira do cacete.

Eu não resisto a um cassoulet e apesar desse aspecto digno do #ComidasFeia ou do r/ShittyFoodPorn, estava até gostoso. Especialmente essas linguiças de Toulouse. ♥ Reclamações: podia ter mais feijãozinho né. Porção pequena se você estiver com muita fome.

Em resumo, até que a rede não decepcionou. Não pedi sobremesa porque doce francês não é muito a minha praia e well, eu tinha ido a Fulham comer CHURROS, né? E antes de desistir do market hipster hall eu tinha feito essa marmitinha aí embaixo:

O que dizer? Super bonitinho & instagrammable and all, mas a) pelo preço não são os melhores churros que comi na vida e b) parte do menu que consta no website ou em fotos de redes sociais NÃO estava disponível. Eu não queria churro magrelo dipped, eu queria churro gordo recheado a la BR, mas esses só tinham dois sabores: chocolate ao leite (ew) e doce de leite (ok, boring). Os recheados de chocolate branco ou geléia de frutas só existem na internet pra ganhar like? Que porra é essa, Love Churros? Tem que ver isso aí, hein.

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s