Drinks like Richard Burton, dances like John Travolta.

fui dar um rolê em chelsea a fim de admirar as fachadas das lojas decoradas para o chelsea in bloom, um evento anual que acontece na mesma semana do famoso e concorrido chelsea flower show. pena que cheguei atrasada e a maior parte dos belíssimos displays florais já haviam sido retirados das vitrines.

peguei então o caminho de knightsbridge e, seguindo a velha técnica testada e aprovada através dos anos, fui afogar as mágoas com carboidratos. e já que se trata de carboidratos vamos logo falar com os especialistas: the italians. ♥

o harry’s dolce vita fica logo atrás da harrods e num dia bonito de sol você pode sentar nas mesinhas da calçada e fazer um people watching da melhor qualidade.

já eu prefiro de sentar lá dentro porque as cadeiras são mais confortáveis, o barulho é menor e a companhia fabulosa: quantas vezes você já almoçou rodeado de sophias lorens?

essa cesta de pães é lendária. o tapenade de azeitonas é meio sem graça; não se esqueça de pedir manteiga, que funciona melhor com esses carbos abençoados.

diz o ditado que depois de comer arancini na sicília você nunca mais consegue comer arancini em outro lugar, e há um certo fundo de verdade nisso. não que os arancinis pelo mundo sejam ruins, mas costumam ser bastante diferentes da receita original. esses pequeninos da foto, com recheio de trufas e cobertos de parmesão, são deliciosos à sua maneira.

eles dizem que a porção é “pra dividir” – não caia nessa conversa fiada. peça a sua individual porque você vai querer comer tudo sim.

salada de mozzarella e heirloom tomatoes.

não vou fotografar o prato de todo mundo, mas o meu frango à milanesa estava 10. especialmente acompanhado deste fenomenal purê de batata no azeite e parmesão que eu considero pacas e vale por si só a visita.

a minha sobremesa costuma ser esse waffle de panetone (sim, eles colocam fatias de panetone no waffle maker) servido com sorvete e maple syrup.

mas dessa vez eu resolvi arriscar e experimentar a sobremesa “caça instagrammer” da casa: harry’s toadstool.

devo dizer que é mais fotogênica do que gostosa. a base e a cúpula do cogumelo são de sorvete e mousse de chocolate branco (ambos vagamente boring) e o que brilha mesmo aqui é a calda que imita grama e essa farofinha fazendo o papel de terra.

saí de lá me arrastando e fui digerir o almoço na loja da taschen; os mais belos livros para pessoas que não gostam realmente de ler. risos.

ok, perdi o flower show, mas poucos shows são mais imperdíveis do que londres simplesmente sendo londres sob o sol de primavera.

e hoje começa o verão desse lado do hemisfério.

seja bem vindo (e breve). 

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s