After the rain.

image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image
image

voltei do feriadão e encontrei roseiras desabrochando rosas gigantescas, fuschias em flor, abelhas fazendo um banquete nas verbenas e nenhuma planta morta ou devorada por lesmas. i call it success, bitches.

não temos exatamente um “jardim”, é difícil cultivar qualquer coisa com o pé de carvalho e seus 200 anos de raízes sugando a umidade do solo e obstruindo a luz do sol – por isso a grama na verdade é um matagal controlado e a maioria das minhas flores sobrevive em potes. mas eu não penso em derrubar a árvore (nem poderia, ela tem uma ordem de proteção ambiental) que fornece ninho para os melros e abrigo para as pupas de borboleta. os esquilos roem os brotos do carvalho na primavera e no outono abrem buracos no chão para enterrar suas nozes e guardar alimento para enfrentar o frio. o carvalho exige, mas retribui.

e quando os pássaros que voltaram do exílio de inverno iniciam a sinfonia matinal/do entardecer e eu sento para acompanhar a performance, então esse jardim estropiado, com plantas caprichosas, pombos histéricos e insetos inoportunos é o meu lugar preferido em todo o universo.

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s