[6 on 6] Summer













Essa semana foi um tanto quando “difícil” em termos de temperatura; quente demais. Entretanto essa é a minha vida: reclamar de praticamente todas as estações, mas gostar de todas elas em (quase) igual medida e não se imaginar vivendo num lugar onde elas não existam.

O verão aqui é feito de reclamações, de heat waves incômodas em lugares que raramente têm ar condicionado, transporte público em modo SAUNA e superlotado de turistas, vermelhidão de quem esqueceu o filtro solar em casa, dias que amanhecem cedo demais (é esquisito ver um solzão lá fora às cinco da manhã, especialmente quando você precisa dormir e ele lá, brilhando na sua cara).

Por outro lado também é feito de dias de céu azul que se estendem até depois das nove. A chuva dá uma folga; mas quando cai, cai de verdade ao invés da deprimente chuva fina britânica. O verão é a época das rosas, da cerveja no pub à beira do rio, de apreciar o “british summer dress code” (risos), de morangos frescos com creme, de churrascos de quintal regados a sangria de Pimm’s, de praias de pedrinhas e crianças em chapéus coloridos, de rapazes de shorts e moças de vestido, de lotar aeroportos em vôos charter para as férias anuais no mediterrâneo, de visitar os jardins das manor houses (e bolo! bolo!), de sair correndo do escritório na hora do almoço para comprar gostosuras na Fortnum & Mason e fazer picnic no Hyde Park com os amigos, de viver na bicicleta.

O verão é a época dos festivais de música (Glastonbury, Reading, Latitude, Isle of Wight…), dos eventos esportivos (Wimbledon, Henley Regatta, British Grand Prix, Cricket, The Open…), do carnaval de Notting Hill, de passeios de barco em Cambridge, de nadar em Hampstead Heath, de passar o domingo comendo e fazendo o people watch nos mercados de rua (Borough market, Brick Lane, Camden lock, Broadway market, Columbia road, Spitalfields…), assistir filmes de graça ao ar livre em London Bridge, descobrir raves secretas, esquecer que a mesa da cozinha existe e fazer todas as refeições no jardim, rezar pra não chover no fim de semana em Cornwall, parques de diversão e summer fêtes, escalar o monte Snowdon, saltitar pelos dales, enfim… Tempo de aproveitar a vida lá fora enquanto o sol está brilhando.

Porque daqui a pouco ele se esconde por mais 6-8 meses e, mesmo que estejamos reclamando agora, acredite: quando o verão voltar ano que vem (e se voltar, porque não há garantias) ele será recebido de braços abertos. Shine on, you little fucker. We love ya, really. :)



Outros verões: Taís (Irlanda), Paula (Holanda), Yumi (Japão), Rita (Portugal), Nicole (França).

Leave a Reply

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s